jovem feliz em seu carro, dirigindo com cnh provisória

Você sabe o que pode e o que não pode fazer com a CNH provisória? Conheça como funciona e quais são as regras para não perder sua CNH!

Após passar pela aprovação no processo de emissão da CNH, você recebe sua Permissão para Dirigir (PPD), também chamada de CNH Provisória. Assim você pode dirigir normalmente, respeitando seus direitos e deveres como qualquer outro motorista. 

Mas, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre esse processo, o que pode ou não pode fazer e até mesmo quais as diferenças em relação à CNH definitiva. Por isso, para te ajudar a entender melhor como funciona e quais as regras da habilitação provisória preparamos este conteúdo, continue a leitura!

 

O que é a CNH provisória?

A permissão para dirigir é um documento para novos condutores recém habilitados, mais conhecida como CNH provisória. Depois de todo o processo de formação de condutores, você recebe o documento podendo dirigir por todo território nacional. 

A validade da permissão é por um período de um ano, sendo um período probatório em que o condutor é avaliado pela sua conduta e aptidão no trânsito. Desta forma, caso cometa infrações graves ou gravíssimas, está sujeito a perder a permissão e, com isso, começar novamente o processo de habilitação.

No entanto, se não cometer nenhuma infração de natureza grave ou gravíssima, após um ano receberá a CNH definitiva. A dica é dirigir com calma, segurança e tranquilidade. 

 

Como funciona?

A CNH provisória, ou permissão para dirigir, é o primeiro passo para a emissão da CNH definitiva. Para isso, é preciso ser aprovado nos exames médico, psicotécnico, teórico e prático de direção, para receber a primeira habilitação que vale pelo período de um ano. 

Assim é importante dirigir de forma prudente e defensiva, para garantir a segurança de todos no trânsito, ou seja, motoristas, passageiros, pedestres e ainda os agentes públicos.

Os direitos e deveres no trânsito são iguais tanto para quem tem a carteira provisória quanto para quem tem a definitiva. Como mencionamos, a CNH provisória tem validade de um ano. Ao final deste período é necessário pagar uma taxa e  solicitar a CNH definitiva. 

 

Diferença entre CNH provisória e CNH definitiva

Apesar de os dois documentos serem semelhantes, e darem permissão para a condução de veículos, eles têm algumas diferenças importantes. 

CNH provisória: tem validade de 12 meses e neste período o condutor não poderá cometer mais de uma vez uma infração de nível médio, grave ou gravíssimo. Caso isso ocorra, a permissão para dirigir é suspensa e o condutor precisa iniciar novamente o processo para tirar a CNH.  Além disso, o motorista com a CNH provisória pode dirigir livremente por rodovias e estradas de alta velocidade.

CNH definitiva: sua validade é de 10 anos para motoristas abaixo dos 50 anos. Além disso, com a CNH definitiva temos 20 pontos à disposição. A cada infração cometida, você perde pontos. E, se atingir o limite de pontuação, terá seu direito de dirigir suspenso, precisando fazer curso de reciclagem para renovação da CNH. 

O que pode e o que não pode fazer com a CNH provisória?

Muitos condutores ainda têm dúvidas sobre as regras enquanto estão com a CNH provisória, ou seja, o que pode e o que não pode fazer. Por isso, é importante dirigir conforme as regras de trânsito estabelecidas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Seguindo essas regras, você pode dirigir livremente por todo território nacional, podendo viajar para outras cidades e estados. 

Quanto à pontuação da CNH, o condutor com CNH provisória pode receber multas leves e somente uma multa média. Por isso, tenha muita atenção à legislação e sinalização de trânsito, não dirija sob efeito de álcool, nem ultrapasse os limites de velocidade ou tenha conduta perigosa no trânsito. 

Esses são alguns exemplos de infrações graves ou gravíssimas que podem te fazer perder a CNH. 

Se isso acontecer você terá que iniciar todo o processo de habilitação novamente, além de pagar as taxas e fazer todas as aulas e exames previstos. Outro ponto importante é que apenas com a CNH definitiva você poderá alterar a categoria da CNH para as categorias C,D e E. 

Alguns condutores com PPD, optam por não dirigir por um ano até receber a CNH definitiva. Porém, isso não é recomendado, pois esse período é importante para que o motorista possa adquirir prática na direção. 

 

Portanto, dirija com cuidado e segurança tanto com a CNH provisória como com a CNH definitiva, para não perdê-las. Mas saiba que ao fazer sua CNH você tem inúmeras vantagens, se torna mais independente e tem um diferencial a mais também no mercado de trabalho. Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco e saiba como funciona todo esse processo para tirar sua CNH! Continue acompanhando o nosso blog para saber mais sobre o assunto.

banner com texto incentivando as pessoas a chamarem no WhatsApp para tirar dúvidas sobre o processo da CNH